quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Bakuman


Yo minna!

(Uri? Você por aqui novamente? O que tá acontecendo?)

Não estranhe, tá tudo normal, na verdade tudo ótimo; sempre que eu fico no Otaku eu fico mais animada. As conversas de lá ontem foram muito engraçadas, me diverti muito. Quero ver se esse povo vai entrar lá no natal.
Eu queria deixar um post antes do natal pra vocês (own!). É que NO natal terei de ir à uma daquelas típicas reuniões de família (e modéstia a parte, minha presença é muito importante; oras, não tenho culpa de ser tão amada XD).
Mas claro que se todo otaku pudesse escolher entre reunião familiar e uma seção 48 horas de anime, é claro que escolheriam a reunião. Eu sei, podem confessar (rsrsrs).

Mas deixando o mundo real de lado, vamos falar de um anime que, inclusive, estreou no começo desse ano; Bakuman!

Bakuman tem um roteiro, imagino eu, que só mentes brilhantes seriam capazes de criar.


Bom, muita gente já sonhou em ser um desenhista de sucesso, criar histórias bombásticas, engraçadas e tensas; e é justamente isso que vemos em Bakuman; a história de Moritaka Mashiro e Akito Takagi; dois garotos que sonham em ser mangakás, mas não simples mangakás; eles desejam trabalhar na Shonen Jump.

Mashiro, ou Saiko (apelido dado por Takagi), sonhava em ser mangaká desde criança, principalmente porque seu tio era um mangaká e tinha uma série em anime. Mas com a morte do tio, esse sonho ficou esquecido até alguns anos depois, quando Takagi, ou Shuujin (apelido dado por Mashiro) descobre o talento que Mashiro tem para desenhar. Takagi é o garoto gênio do colégio e tem um incrível talento em escrever histórias complexas.
A partir disso, Mashiro e Takagi formam uma dupla e começam uma intensa produção de manuscritos para serem analisados na maior editora de mangás do Japão.

Bakuman mistura realidade com fantasia, primeiro mostrando como se dá a produção de um mangá, suas dificuldades até se tornar um sucesso e receber uma série animada. Além disso, a história fala bastante sobre sonhos.

Além de querer ser um mangaká bem sucedido, Mashiro sonha em se casar com Miho Azuki, a garota que ama desde que entrou no colégio. O que Mashiro não sabia é que Azuki também estava apaixonada por ele. Os dois fazem a promessa de se casarem depois de realizarem seus sonhos: Mashiro ter um anime e Azuki ser uma dubladora.

Takagi também começa um relacionamento, mas de um jeito mais 'normal' que o de Mashiro. Sua namorada é Kaya Miyoshi, a melhor amiga de Azuki.


Mashiro e Takagi conseguem despertar o interesse e conseguem um editor (o profissional que auxilia os mangakás), a dupla chamou atenção pelo talento e também por terem apenas 14 anos. Os dois pretendem trabalhar duro para conseguirem um anime até os 18 anos.
No começo, achamos que o editor, Akira Hattori, é um sacana e que vai causar problemas para os dois, mas depois revela que ele realmente quer ajudá-los.

Mas não pense que é paz e tranquilidade o tempo todo.
Mashiro e Takagi arranjam seu primeiro rival.


Eiji Niizuma é um garoto prodígio no mundo do mangá, um verdadeiro gênio que entrou na produção da Jump com apenas 15 anos. É o que está mais próximo de iniciar uma série.
Outra impressão que temos, é que Niizuma é um garoto metido e arrogante por ser tão talentoso. Mas depois que aparece mais na história, ele se mostra simples e muito engraçado também é fã das histórias de Mashiro e Takagi. Ele é meu personagem favorito.

Uma característica que torna Bakuman um anime bem diferenciado é a menção de grandes mangás como Naruto, Bleach e One Piece. Sim. Por vezes vemos Takagi ou Mashiro com o mangá de Naruto ou One Piece nas mãos. Na própria editora vemos também alguns pôsteres de Luffy, Ichigo ou algum outro personagem.
Também temos a oportunidade de termos uma aula de como ser um mangaká. Cada etapa, desde a criação da história, personagens, estilos até chegar no capítulo publicado.
Muitas histórias criadas são tão boas que ficamos frustrados por não serem mangás de verdade.

Posteriormente surgem outros personagens que estão tentando ser mangakás, vimos também a evolução de Mashiro e Takagi que decidem usar um codinome de Muto Ashirogi e torcemos para que realizem logo seus sonhos.

Para quem for assistir, não espere muita ação, afinal é um anime baseado na realidade (ou quase), mas com certeza vale a pena. Além disso, Bakuman é um trabalho de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, os responsáveis por Death Note, daí se explica a trama genial da história.

Por hoje é só minna, este foi meu presente de natal pra vocês! ^^

Até o próximo post.

Ja-ne!

1 comentários:

Naty disse...

Olá!!
Bakuman é muito bom!! Pelo menos o mangá é!! E pensar que ainda tenho que ler o volume 5. Sim, eu acompanho pela JBC!! xD
Beijos, até mais

 
Powered by Blogger